sábado, 14 de abril de 2012

O que é o Espírito santo na visão Espírita



  • Segundo a Doutrina Espírita, o termo “Espírito Santo” apresenta uma conotação bastante diferente da apresentada por outras religiões.

Para compreender a interpretação Espírita, é necessária uma análise dos textos evangélicos originais (Novo Testamento), os quais foram escritos em um tipo de grego denominado 
Koiné, ou seja, popular, diferentemente do grego clássico.


Esta língua não possuía artigos indefinidos (UM, UMA, UNS, UMAS). Logo, quando a palavra era determinada, sempre se usava artigos definidos (O, A, OS, AS), e sendo indeterminada, pressupunha-se sempre o uso dos artigos indefinidos.

Segundo o Espírita Carlos Torres Pastorino, estudioso do Novo Testamento que traduziu o texto evangélico do original em grego, não há a expressão “O Espírito Santo”, mas em todas as ocasiões lê-se “UM Espírito Santo”, como nos trechos abaixo:

No caso do filho de Zacarias e Isabel (João Batista).

“Luc.1:15 …porque ele será grande diante do Senhor e não beberá vinho nem bebida forte; já desde o ventre de sua mãe será cheio de um espírito santo,…”

No caso de Jesus, filho de Maria.

“Luc.1:35 Respondeu-lhe o anjo: ‘um espírito santo virá sobre ti e o poder do Altíssimo te envolverá com sua sombra; e por isso o nascituro será chamado santo, Filho de Deus.”

Em ambos os casos, segundo o Espiritismo, Isabel e Maria receberam por via mediúnica a revelação de que dariam à luz filhos que eram Espíritos já santificados, ou seja, com um grau evolutivo moral acima da média (João) ou pleno (Jesus, por isto chamado de Filho de Deus). Logo, o ato de receber um Espírito Santo, significaria dar condições para a reencarnação de um Espírito bom, missionário, nestes casos de gravidez/nascimento.

Nas ocasiões em que homens ou outras pessoas “recebessem” ou “ficassem cheios” de um Espírito Santo, o Espiritismo interpreta como a “incorporação” mediúnicade um Espírito mensageiro cuja elevação moral e boas intenções emprestariam a ele o título de Santo. (baseado em: A Sabedoria do Evangelho, vol 1 – 1964, de Carlos Torres Pastorino).
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

16 comentários:

  1. Respostas
    1. Muito obrigada e me desculpe por não estar postando muito, o tempo está um tanto complicado de se administrar! haha abraços de luz!

      Excluir
  2. É realmente incrível a forma como o Espiritismo esclarece os fatos. Comecei a acessar o blog a algumas semanas atrás, mesmo que as atualizações estejam paradas, estou adorando todas as materiais, estão ótimas. Ainda tenho muita coisa para aprender por aqui... A intenção é maravilhosa, parabéns pela iniciativa. Estejamos todos sempre com Deus, podendo senti-lo da forma mais pura e sincera. Que assim seja...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que está visitando, é sinal que a luz do espiritismo chegou a ti! Muito obrigada! O Espiritismo é uma religião realmente maravilhosa!

      Excluir
  3. Cuidado queridos com essas doutrinas. Queiram sempre estar cheios do Espírito Santo de Deus para conduzir suas vidas e orientar sobre a Palavra e creiam q Jesus é Deus e Nosso Salvador. Paz de Cristo!

    ResponderExcluir
  4. Se quiserem se aprofundar e entender melhor cada detalhe sobre a Palavra de Deus e cristianismo busquem na fonte, onde tem pé no chão e que em matéria de fé não falha, na Igreja. Nao busquem explicacoes de qualquer um ou qualquer lugar. Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. para de escrever tolice,seu cupim de igreja,A bíblia não caiu do seu pronta,éla foi montada por convíniencia.não acreditem só no que está escrito nela existem muitas verdades ocultas,e o espiritismo é A LUZ da VERDADE.

      Excluir
  5. O PRÓPRIO JESUS FOI INCOMPREENDIDO QUANDO VEIO ATÉ NÓS COMO HOMEM. IRMÃOS, PROCUREM USAR A RAZÃO, A INTELIGÊNCIA O BOM SENSO NÃO DEIXEM QUE PESSOAS IGNORANTES DE CONHECIMENTO QUE APENAS ESCUTAM O QUE SEUS LIDERES DIZEM E SE ACOMODAM. ELES ESQUECEM DOS CONCÍLIOS( DE JERUSALEM, DE CONSTATINOPLA, DE TRENTO...) ONDE NELES FOI MODIFICADO MUITAS COISAS QUE HOJE MUITOS ACREDITAM. ESPIRITISMO É LUZ VIVA.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. QUERIDOS CUIDADO MESMO COM ESSAS PESSOAS QUE SE DIZEM CRISTÃOS E ESTÃO CHEIO DE PRECONCEITO E AINDA ACHAM QUE DEUS E JESUS SÓ SE ENCONTRAM NA RELIGIÃO QUE ELES ABRAÇAM.DEIXEMOS O HOMEM VELHO PRA TRÁS, O MESTRE QUANDO VEIO TROUXE NOVOS ENSINAMENTOS (A BOA NOVA QUE É O EVANGELHO)E MESMO ASSIM NÃO FOI TOTALMENTE COMPREENDIDO.ESTUDEM PESQUISEM, QUESTIONEM.ENTÃO PRA QUE DEUS NOS DEU O LIVRE ARBÍTRIO ?PAZ A TODOS.

    ResponderExcluir
  8. Isso aí! Cuidado com as doutrinas que falam que somos responsáveis por tudo que nos acontece. Como se nós fossemos Deuses e independentes da vontade de um Deus maior; e que ensinam que nós podemos nos salvar sozinhos através das várias vidas; podendo deixar "evoluir" em outras vidas e pecando nesta vida pq não acreditam no inimigo que tenta nos enganar para perdermos a verdadeira vida; e que não acreditam que existe um lado espiritual mau que tenta o tempo todo nos enganar, distorcer, desvalorizar e subverter as coisas sagradas e nos afastar da Igreja e de Jesus, diminuindo-O como um cara de luz e evoluido como outros da Terra. Ele veio nos mostrar que Ele não tinha papo com os espiritos e demônios que ficavam nas pessoas, sempre os afastava ou expulsava das pessoas, apenas em uma situação extraordinaria Ele próprio como Deus em pessoa mas em seu corpo glorioso pode conversar com Elias e Moises que já foram salvos.

    ResponderExcluir
  9. Não dá pra entender porque algumas religiões insistem em usar a biblia apenas como referência para alguns assuntos legais e morais que estão de acordo com suas doutrinas, mas não confiam e dão credibilidade quanto ao resto e o que vai contra.

    Ficar em cima do muro é perigoso, conforme a parabola popular do dono do muro. Sendo assim, melhor não usar algo sagrado, mas sim qualquer livro de história, filosofia, psicologia, ciência, ficção etc...

    ResponderExcluir
  10. O Espiritismo tem a clareza em suas explicações não me deixam dúvidas.
    Não entra em contradições em nenhum momento.

    ResponderExcluir
  11. O Espiritismo tem a clareza em suas explicações, não me deixam dúvidas.
    Não entra em contradições em nenhum momento.

    ResponderExcluir
  12. Bom dia.
    O que é o Espiritismo?

    Espiritismo: Cristianismo Redivivo
    26 de Agosto de 2011
    Jarbas Lima Lemes

    “Se, pois, O Espírito da Verdade deve vir mais tarde ensinar todas as coisas, é que o Cristo não pôde dizer tudo. Se ele vem fazer lembrar o que o Cristo disse, é que o seu ensino foi esquecido ou mal compreendido. O espiritismo vem, no tempo assinalado, cumprir a promessa do Cristo: o Espírito da Verdade preside ao seu estabelecimento.” (Allan Kardec, O Evangelho Segundo o espiritismo).

    As igrejas cristãs tradicionais se opõem mais fortemente ao espiritismo. Isto se dá por causa da revolução religiosa deflagrada por Kardec. É mais fácil transitar entre os diferentes misticismos e mistérios do que dar o salto qualitativo que o espiritismo exige. As religiões, por mais abertas que se proponham, não querem essa crítica radical, que lhes desencante, desfazendo a aura sobrenatural, desmanchando os ritos e racionalizando os dogmas.

    O Espiritismo, extremamente abrangente em seus ensinamentos, confirmando todos os ensinamentos e exemplos de Jesus, traz à Humanidade o conhecimento de coisas novas, para que o homem se conheça e saiba de onde vem, para onde vai, que é imortal, e que atingirá, no futuro, a plena felicidade.

    Kardec se colocou numa posição de universalidade religiosa, mas também disse que o espiritismo era a terceira revelação na linha judaico-cristã e cumpria a promessa de Jesus a respeito da vinda do Consolador.

    Realiza, assim, o Espiritismo – a doutrina dos Espíritos – sistematizada para os homens, tudo o que Jesus prometeu: relembra seus ensinos, escoimados das interpretações inexatas que deram origem às declarações do Cristianismo primitivo; vem trazer a consolação aos que sofrem, explicando as causas das dores; descortina a vida nas esferas espirituais; demonstra que a morte, tão temida e incompreendida, é apenas o fim da vida do corpo, continuando o Espírito imortal sua trajetória nos planos espirituais; enfatiza a necessidade do amor a Deus e ao próximo como base essencial para aquisição de todas as virtudes; desenvolve a fé e a esperança em todos os que o estudam e o praticam; descortina e explica a doutrina da reencarnação em planos materiais, dando um outro sentido à vida, não aceito pela maioria das religiões; desenvolve nas criaturas, que se esforçam por praticá-lo, a fé, a paciência , a coragem e a resignação, pela certeza da perfeição das leis de Deus, que jamais falham na sua justiça perfeita.

    Allan Kardec escreveu O Evangelho Segundo o Espiritismo e respondeu ponto por ponto a todos os dogmas instituídos pela igreja católica no decorrer dos séculos, em detrimento da mensagem simples, ética e libertadora de Cristo. Em O Céu e o Inferno e depois, em A Gênese, estuda minuciosamente todos os pontos polêmicos da tradição judaico-cristã. O mais crucial, justamente o da divindade de Jesus, aparece, por último, em Obras Póstumas.

    Cabia-lhe, portanto, historicamente, a missão de fazer uma revisão do próprio cristianismo, certamente sob a supervisão do próprio Cristo, que é, segundo muitos espíritas aceitam, o Espírito da Verdade. “Venho como outrora, entre os filhos desgarrados de Israel, trazer a verdade e dissipar as trevas... Todas as verdades se encontram no Cristianismo; os erros que nele se enraizaram são de origem humana...” (Allan Kardec, O Evangelho Segundo o Espiritismo). Quem não enxerga e não sente o eco de Jesus nessas palavras? Se isso não for cristianismo, o que será?

    Por Dora Incontri, Em Para Entender Allan Kardec. Item VI. Lachátre.

    ResponderExcluir
  13. Bom dia.
    O que é o Espiritismo?

    Espiritismo: Cristianismo Redivivo
    26 de Agosto de 2011
    Jarbas Lima Lemes

    “Se, pois, O Espírito da Verdade deve vir mais tarde ensinar todas as coisas, é que o Cristo não pôde dizer tudo. Se ele vem fazer lembrar o que o Cristo disse, é que o seu ensino foi esquecido ou mal compreendido. O espiritismo vem, no tempo assinalado, cumprir a promessa do Cristo: o Espírito da Verdade preside ao seu estabelecimento.” (Allan Kardec, O Evangelho Segundo o espiritismo).

    As igrejas cristãs tradicionais se opõem mais fortemente ao espiritismo. Isto se dá por causa da revolução religiosa deflagrada por Kardec. É mais fácil transitar entre os diferentes misticismos e mistérios do que dar o salto qualitativo que o espiritismo exige. As religiões, por mais abertas que se proponham, não querem essa crítica radical, que lhes desencante, desfazendo a aura sobrenatural, desmanchando os ritos e racionalizando os dogmas.

    O Espiritismo, extremamente abrangente em seus ensinamentos, confirmando todos os ensinamentos e exemplos de Jesus, traz à Humanidade o conhecimento de coisas novas, para que o homem se conheça e saiba de onde vem, para onde vai, que é imortal, e que atingirá, no futuro, a plena felicidade.

    Kardec se colocou numa posição de universalidade religiosa, mas também disse que o espiritismo era a terceira revelação na linha judaico-cristã e cumpria a promessa de Jesus a respeito da vinda do Consolador.

    Realiza, assim, o Espiritismo – a doutrina dos Espíritos – sistematizada para os homens, tudo o que Jesus prometeu: relembra seus ensinos, escoimados das interpretações inexatas que deram origem às declarações do Cristianismo primitivo; vem trazer a consolação aos que sofrem, explicando as causas das dores; descortina a vida nas esferas espirituais; demonstra que a morte, tão temida e incompreendida, é apenas o fim da vida do corpo, continuando o Espírito imortal sua trajetória nos planos espirituais; enfatiza a necessidade do amor a Deus e ao próximo como base essencial para aquisição de todas as virtudes; desenvolve a fé e a esperança em todos os que o estudam e o praticam; descortina e explica a doutrina da reencarnação em planos materiais, dando um outro sentido à vida, não aceito pela maioria das religiões; desenvolve nas criaturas, que se esforçam por praticá-lo, a fé, a paciência , a coragem e a resignação, pela certeza da perfeição das leis de Deus, que jamais falham na sua justiça perfeita.

    Allan Kardec escreveu O Evangelho Segundo o Espiritismo e respondeu ponto por ponto a todos os dogmas instituídos pela igreja católica no decorrer dos séculos, em detrimento da mensagem simples, ética e libertadora de Cristo. Em O Céu e o Inferno e depois, em A Gênese, estuda minuciosamente todos os pontos polêmicos da tradição judaico-cristã. O mais crucial, justamente o da divindade de Jesus, aparece, por último, em Obras Póstumas.

    Cabia-lhe, portanto, historicamente, a missão de fazer uma revisão do próprio cristianismo, certamente sob a supervisão do próprio Cristo, que é, segundo muitos espíritas aceitam, o Espírito da Verdade. “Venho como outrora, entre os filhos desgarrados de Israel, trazer a verdade e dissipar as trevas... Todas as verdades se encontram no Cristianismo; os erros que nele se enraizaram são de origem humana...” (Allan Kardec, O Evangelho Segundo o Espiritismo). Quem não enxerga e não sente o eco de Jesus nessas palavras? Se isso não for cristianismo, o que será?

    Por Dora Incontri, Em Para Entender Allan Kardec. Item VI. Lachátre.

    ResponderExcluir