domingo, 1 de julho de 2012

"Chico Xavier é a reencarnação de Allan Kardec", diz filho adotivo do médium

Eurípedes mantém viva a memória do pai - Foto Caio Marcelo

O homem pequenino, de pele morena, fala mansa e passos curtos, que se transformou na maior fortaleza espiritual que o Brasil já viu, até hoje é um mistério. Chico Xavier polemizou até mesmo na hora da morte – partiu em um dia de festa para o país, exatamente como queria e previa. E nos mais de 50 anos em que atuou como médium, movimentou multidões até a cidade que adotou para viver, Uberaba (MG). Mudou vidas. Aliviou dores. Deixou lições jamais esquecidas.
 

E hoje, quase 10 anos após deixar órfãos os que nele acreditavam, Chico parece continuar vivo: suas obras nunca venderam tanto, são atuais como antes e seu legado permanece atraindo milhões de devotos a cada ano a Uberaba. Mesmo sem a sua presença lá.

O filho adotivo de Chico, o dentista Eurípedes Higino dos Reis, 61 anos, que hoje administra seus bens e trabalha para manter viva a memória do pai, não tem dúvidas em afirmar: Chico Xavier foi a reencarnação de Allan Kardec, codificador da doutrina espírita no mundo, há 150 anos. E o médium sempre soube disso. Confira abaixo a entrevista que o jornal Hora de Santa Catarina fez com Eurípedes durante a Caravana do Amor:

O que explica a devoção destas pessoas que continuam a buscar Uberaba?

Eurípedes Higino dos Reis – Isso é muito normal. O mundo está necessitado de referências. Todo mundo precisa de algo assim, independentemente de sua religiosidade e da falta dela. Chico dizia que, quando a dor chega, a gente procura por uma força maior. E essa força maior tem o nome que for, mas vem de Deus. E toda a referência deste século foi Chico Xavier, o emissário de Jesus.

Chico deixou seguidores?
Eurípedes – Chico Xavier sempre dizia que ninguém sucede ninguém. Que, ao mesmo tempo em que morre uma folha, nasce também uma planta. Mas, hoje, sabemos que existem médiuns que dão continuidade ao trabalho deixado por ele. De certa forma, existem seguidores de Chico, porque Chico era um grande seguidor de Jesus.
 

E sobre sua adoção? Não foi por acaso, foi?
Eurípedes – Eu não caí de paraquedas na vida do Chico. Nada foi por acaso, nem o nosso encontro. O fato de termos de viver juntos já estava predeterminado há muitos e muitos anos. Chico reconheceu em minha mãe, recém-chegada a Uberaba, a mulher que traria até ele essa divindade prevista em outras vidas, mesmo sem nunca tê-la visto antes. Sabia que ela tinha filhos e que eu, o mais novo, era a reencarnação de seu irmão José, morto muitos anos antes, e com quem devia voltar a conviver. E por isso, aos sete anos de idade, vim morar com ele, que passou a me criar junto de minha mãe.

Qual a primeira lembrança que lhe vem à memória quando pensa em Chico?

Eurípedes – Desde que vim morar com ele, Chico trazia lanche todas as noites para mim. Quando ele teve labirintite, aí inverteu-se esse papel. Eu passei a levar o lanche para ele na cama e o cobria antes de dormir. Foi quando Chico deixou de me chamar de filho e passou a me chamar de pai. É tanto que recebeu uma trova, que está na parede: "Entretanto a posição de Chico tem novo brilho. Eurípedes se fez pai e Chico, hoje, é seu filho".

Qual a maior lição que ele lhe deixou?

Eurípedes – Chico foi um grande conselheiro, não só dos espíritas, mas também de homens de grande valor. A mim, ele ensinou a amar e respeitar muito a Deus e a todas as pessoas, independentemente de sua posição social.

Você acredita que Chico era a reencarnação de Allan Kardec?

Eurípedes – Isso não só é uma verdade como é um fato dos mais corretos. E não falo isso porque estudiosos chegaram a essa conclusão. Falo porque ouvi dele mesmo, por várias vezes. Claro, nunca falou diretamente sobre isso. Nunca disse com todas as letras: "Sou a reencarnação do Kardec". Se fizesse isso, não seria o Chico que todos conhecemos. Mas ele sempre deixou pistas. Para mim e para todos que eram próximos dele. Não tenho dúvida nenhuma disso.

ClicRBS



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

15 comentários:

  1. Achei a reportagem muito coerente e interessante! Agradeço por compartilhá-lha com todos nós!!!!Valeu!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, obrigada vc! Fico feliz que gostou

      Excluir
  2. Na foto acima junto a de Chico , no canto superior esquerdo se trata de Bezerra de Menezes e não Allan Kardec

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Chico Xavier nunca foi Allan Kardec. Com certeza, Allan Kardec tinha uma personalidade bem diferente da de Chico. Não vejo muita coisa em comum entre os dois, a não ser a crença em Deus e na espiritualidade. Chico Xavier era uma alma feminina aqui na Terra, enquanto Allan Kardec era uma alma masculina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seus argumentos não são argumentos, mas sim achismos e repetição do que muito já foi falado sem qualquer fundamento - psitacismo. Leia as obras do Dr. Inácio Ferreira pela psicografia de Carlos A. Baccelli, e também o livro A volta de Allan Kardec, do Sr. Weimar Muniz de Oliveira. Além disso, pesquise a respeito no sítio da editora Vinha de Luz.

      Excluir
  5. Nisso terei de concordar, apenas postei por ter achado interessante.

    ResponderExcluir
  6. O médium Divaldo Franco, praticamente afirmou, durante uma entrevista, que Chico Xavier NÃO era a reencarnação de Allan Kardec. Em conversas íntimas entre os dous médiuns, Chico relembrou algumas reencarnações e contou ao médium Divaldo Franco, e confirmou não ser ele a reencarnação de Allan Kardec. Mas o fato desse assunto ser tão discutido, não o desestabilizava. Chico complementou a conversa dizendo que ele sem o Fran era somente o Cisco de Deus. Não compreendo o porquê dessa falsa afirmação do seu filho adotivo, e de tantas outras pessoas, autor intituladas médiuns, escreverem livros afirmando o que o próprio Chico negava. Deve ser pra chamar a atenção pra si, e pra demonstrarem um conhecimento que não possuem. Eu confio no que Divaldo Franco diz.

    ResponderExcluir
  7. O médium Divaldo Franco, praticamente afirmou, durante uma entrevista, que Chico Xavier NÃO era a reencarnação de Allan Kardec. Em conversas íntimas entre os dous médiuns, Chico relembrou algumas reencarnações e contou ao médium Divaldo Franco, e confirmou não ser ele a reencarnação de Allan Kardec. Mas o fato desse assunto ser tão discutido, não o desestabilizava. Chico complementou a conversa dizendo que ele sem o Fran era somente o Cisco de Deus. Não compreendo o porquê dessa falsa afirmação do seu filho adotivo, e de tantas outras pessoas, autor intituladas médiuns, escreverem livros afirmando o que o próprio Chico negava. Deve ser pra chamar a atenção pra si, e pra demonstrarem um conhecimento que não possuem. Eu confio no que Divaldo Franco diz.

    ResponderExcluir
  8. O médium Divaldo Franco, praticamente afirmou, durante uma entrevista, que Chico Xavier NÃO era a reencarnação de Allan Kardec. Em conversas íntimas entre os dous médiuns, Chico relembrou algumas reencarnações e contou ao médium Divaldo Franco, e confirmou não ser ele a reencarnação de Allan Kardec. Mas o fato desse assunto ser tão discutido, não o desestabilizava. Chico complementou a conversa dizendo que ele sem o Fran era somente o Cisco de Deus. Não compreendo o porquê dessa falsa afirmação do seu filho adotivo, e de tantas outras pessoas, autor intituladas médiuns, escreverem livros afirmando o que o próprio Chico negava. Deve ser pra chamar a atenção pra si, e pra demonstrarem um conhecimento que não possuem. Eu confio no que Divaldo Franco diz.

    ResponderExcluir
  9. Chico não poderia admitir que era a reencarnação de Kardec. Santificaram o homem! Iriam idolatrar mais ainda o Francisco e isso ele não admitia. Fez muito bem em esconder....

    ResponderExcluir
  10. Manifestação de Santo Agostinho na FEB em 1919 confirma
    reencarnação de Allan Kardec no século XX no Brasil http://www.vinhadeluz.com.br/site/noticia.php?id=2036

    ResponderExcluir
  11. Sabe de nada, inocente! Vai confiar na raposa?! Já percebi que você não lê os livros da lavra de Carlos A. Baccelli. Leia A trajetória de um médium, livro que comemora os cinquenta anos de mediunidade do melhor biógrafo de Chico Xavier, e comece a descobrir o que Divaldo Franco apronta às escondidas. O certo seria você ler os livros todos que ele psicografou. Quem avisa, amigo é: você está levando gato por lebre. leia o livro A volta de Allan Kardec, de Weimar Muniz de Oliveira. Agora, por favor, não fique com espírito de sistema, senão você não assimila nada e vai continuar iludida, até quando desejar ver a verdade. Chico foi, sim, Allan Kardec, queira você ou não. Só não percebe isso quem não quer.

    ResponderExcluir
  12. O próprio Chico falou que falou mulher em todas as encarnações.

    ResponderExcluir
  13. Fortes evidencias da VOLTA de Kardec em uma nova ENCARNAÇÃO para complementar a obra do Espiritismo, fatos descritos no livro “Obras Póstumas/Allan Kardec” datada em junho/1860, página 291 a 300, assim diz o Espírito Verdade a Allan Kardec: prossegue em teu caminho sem temor; ele está juncado de espinhos, mas eu te afirmo que terás grandes satisfações antes de voltares para junto de nós “por um pouco”.

    Questiona Kardec: Que queres dizer por essas palavras: “por um pouco?”

    Conclusão do Espirito Verdade: Não permanecerás longo tempo entre nós (no Mundo espiritual). Terás que volver à Terra para concluir a tua missão, que não podes terminar nesta existência (como Kardec). Se fosse possível, absolutamente não sairias daí; mas, é preciso que se cumpra a lei da Natureza. Ausentar-te-ás por alguns anos e, quando voltares (em nova encarnação), será em condições que te permitam trabalhar desde cedo, isto é jovem (isso porque Kardec começou a obra da espiritualidade aos 50 anos de idade).

    Reflexão de Kardec: Calculando aproximadamente a duração dos trabalhos que ainda tenho de fazer (nesta encarnação como Kardec), e levando em conta o tempo da minha ausência (período pós-desencarnação) e os anos da infância e da juventude até a idade adulta em nova existência... a minha volta (reencarnação) deverá ser forçosamente no fim deste século (19), ou no princípio do outro século (20), isto é, início dos anos 1900.

    Falecimento de Allan Kardec: 31/03/1869

    Nascimento de Chico Xavier: 02/04/1910 – princípio do século pós-falecimento de Kardec

    A mediunidade Chico Xavier se manifestou visivelmente a partir dos 04 anos de idade, isto é, CEDO conforme o Espírito Verdade anunciou.



    ResponderExcluir